Dados do Ministério do Trabalho apontam que o Paraná ocupa a quarta posição no ranking nacional de acidentes de trabalho, com 5.486 óbitos nos últimos 20 anos. Entre eles, o setor metalúrgico ganha destaque por conta das máquinas perigosas e do ambiente  insalubre.

O Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Ponta Grossa, Mauro Carvalho, explica que é impossível estimar o número de acidentes na cidade, pois muitas indústrias não repassam esses dados. “Toda empresa deveria registrar os casos por meio das Comunicações de Acidentes de Trabalho, as CAT, mas muitas não comunicam para não arcar com as consequências legais”, completa.

Mesmo sem esses dados, Carvalho explica que é visível a diminuição nos casos de acidentes. “Muitas máquinas já estão sendo fabricadas com sistemas que pausam o funcionamento ao detectar que a mão do funcionário está próxima demais do equipamento, por exemplo”.

 

Máquinas mais seguras

Segundo o presidente, as metalúrgicas já estão adquirindo equipamentos mais seguros, mesmo o custo sendo alto. “Para a empresa não é um prejuízo, é um investimento e previne gastos maiores no futuro”, conta. Para Carvalho, os números de acidentes serão ainda menores quando as máquinas modernas e seguras substituírem àquelas mais perigosas.

O engenheiro de segurança do trabalho, Marlon Aguiar, trabalha em uma metalúrgica da cidade e conta que no local os acidentes com máquinas são minoria. “Os casos costumam envolver trabalhadores que se distraem e deixam cair alguma ferramenta, ou encostam em objetos cortantes”, acrescenta.

 

 

Acidentes de trabalho

 

Década

Mortalidade no trabalho - Paraná

Média Nacional

1990

32 óbitos a cada 100 mil trabalhadores

 

2000

7,98 óbitos a cada 100 mil trabalhadores

7,4 óbitos a cada 100 mil trabalhadores

Total

5.486 nos últimos 20 anos

 

 

Próximo bloco: Cuidado e precaução como aliados da segurança no trabalho

 
Reportagem relacionada: Acidentes de trabalho preocupam Setor metalúrgico
 
Arquivo comunitário: Prevenção diminui riscos de acidente de trabalho

Outras notícias: saiba seus direitos

 Acidente de trabalho é mais elevado no setor metalúrgico

 

altalt