O time de futebol do Sindicato dos Metalúrgicos de Ponta Grossa foi eliminado nas semifinais do Campeonato Amador. Assim como o sindicato, as indústrias metalúrgicas da cidade também apoiam as atividades físicas entre os funcionários.

O Metalurgente, time de futebol do Sindicato dos Metalúrgicos, chegou à semifinal do Campeonato Amador de Ponta Grossa, de 2012. Apesar da boa campanha, a equipe não conseguiu a classificação para as finais depois de derrotada pelo time do Clube América.

O grupo é formado por metalúrgicos das mais diversas empresas e outros jogadores convidados. Além do time do Sindicato, a equipe da Indústria Metalúrgica W3 participa do Campeonato.

O metalúrgico e jogador do Metalurgente, Anderson Fonseca, conta que o time não treina, mas em muitos casos as próprias empresas incentivam a prática de esportes. “Na indústria em que eu trabalho eles pagam a quadra para os funcionários jogarem o futebol society, o que é um jeito de incentivar a gente a jogar”, conta.

Segundo Fonseca, esses momentos de atividades físicas são uma oportunidade de descançar depois de uma semana de trabalho e dar um novo ânimo para recomeçar.

O responsável pela educação física da Indústria Metalúrgica W3, Diego Polese, explica que o incentivo ao esporte e aos exercícios físicos é uma forma da empresa garantir o bem estar dos trabalhadores e a produtividade da indústria.

“Pesquisas ja mostraram que atividades físicas para os funcionários retornam como lucros em até quatro vezes mais do que os gastos para a empresa. Funcionários que trabalham mais felizes e saudáveis produzem mais e melhor”, explica.

Benefícios

O educador físico Michell Ferri explica que a participação de trabalhadores em competições esportivas envolve questões físicas, psicológicas e também sociais. Segundo Ferri, a liberação de endorfina durante a prática de exercícios  acelera o metabolismo, além de causar sensações de bem estar.

“Esses fatores unidos tornam a pessoa mais disposta, o que é essencial para trabalhadores”, completa.

Porém, ele acredita que o que é feito nas empresas não é o suficiente para tornar os funcionários mais saudáveis. “É importante que esse incentivo sirva para que os trabalhadores busquem melhorar a qualidade de vida individualmente”.

“Em competições, a questão da sociabilidade também é importante. Quando as pessoas se envolvem em disputas, se sentem ainda mais motivadas a participar”, completa.

Arquivo comunitário: Metalurgente disputa com América a final do amador