metalurgicos-01-10-11Atraso de salários e não pagamento das horas extras na Metalúrgica Santa Cecília-Smagon motivou uma ação de advertência promovida pelo Sindicato dos Metalúrgicos. Em reunião com o Sindicato, a empresa se comprometeu a quitar os salários até dia 10.




 

Na última terça-feira, dia 27, o Sindicato dos Metalúrgicos de Ponta Grossa  promoveu uma paralisação de advertência na Metalúrgica Santa Cecília- Smagon com duração de 30 minutos.

O motivo da mobilização foi o atraso no pagamento dos salários, não pagamento das horas extras e procedimentos adotados pela empresa. Na quinta à tarde, as diretorias se reuniram, e a empresa se prontificou em pagar o salário aos trabalhadores na sexta-feira. 
   
A Metalúrgica Santa Cecília enfrenta uma crise financeira e, desde fevereiro, o administrador Rodrigo Loureano, indicado pela Wide Consultoria Empresarial de Curitiba,  está à frente da empresa. No início do ano, 36 trabalhadores entraram com ação na justiça contra a empresa, reivindicando os direitos trabalhistas.   

Sobre a ação do sindicato Rodrigo Loureano aponta: “primeiramente, o sindicato se precipitou. Não conversou com a metalúrgica. Proibiram as pessoas de trabalhar. Isso foi uma ação unilateral de um ou dois funcionários que não receberam e foram reclamar no sindicato”.    

Quanto a horas extras trabalhadas no mês de julho, Loureano afirma que nem todas serão pagas: “As horas extras de julho não autorizadas pela empresa não foram pagas. As autorizadas serão pagas assim que tivermos o fluxo de caixa”.      
 
As diretorias realizaram uma reunião na tarde de quinta-feira, dia 29 para entrarem em acordo e discutirem as próximas ações. Nesta conversa, ficou confirmado o compromisso de que a empresa vai quitar os salários dos funcionários até o dia 10 de outubro.

“Nesse caso, se pelo menos o salário for pago aos trabalhadores será uma grande vitória”, ressalta Mauro Cesar Pereira, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos.  
 
O administrador da metalúrgica diz acreditar que a situação seja resolvida em outubro: “não conseguimos acumular caixa suficiente, e o pagamento do salário foi reprogramado para o início do mês. Logo, a situação será normalizada”, diz Loureano.
   
Pereira afirma que há uma perspectiva de a empresa pagar as horas extras também em outubro, desde que tenha fluxo de caixa suficiente. “Será de bom tamanho se os trabalhadores receberem. Com essa atitude de negociação, mostramos a autonomia do sindicato”. O presidente enfatizou que, se não houver o cumprimento do acordo, será feita uma paralisação por tempo indeterminado.    

Veja também
24/03/2011 - Sindicato dos Metalúrgicos encaminha ações trabalhistas contra Metalúrgica Santa Cecília