Treinos acontecem todas as segundas e quartas.

Após três anos sem campeonatos ou ações conjuntas de break dance, dança praticada pelo movimento hip hop, um grupo começa a treinar junto novamente. Os “treinos coletivos” acontecem toda segunda e quarta-feira, das oito às dez horas da noite, na Estação Arte. O principal objetivo dos treinos é promover esse tipo de expressão cultural em Ponta Grossa.

 

Andrey Alves é um dos bboys (quem dança break) que organiza os treinos coletivos. Segundo ele, a ideia é simples: motivar as pessoas a continuarem dançando. “Antigamente os manos das antigas apoiavam a gente, ensinavam. Hoje, ninguém ensina. Logo, a cultura morre!” A iniciativa é simples. Eles se reúnem e se motivam, bem como ensinam outras pessoas.

Enquanto um dança, outros observam para apontar erros.


Para Alves, os treinos são a melhor forma de unir todas as crews da cidade. “Temos que pensar no coletivo agora. As crews já foram importantes, mas hoje em dia é hora de todos nos unirmos para conseguir fazer o melhor para a cultura.” Além disso, a falta de treinos compromete as participações em torneio da cidade. “Antigamente era normal estarmos nas finais de torneios estaduais. Hoje em dia, nem se ouve falar em torneios na cidade.”

Alves ainda lembra dos problemas que afetam os participantes da dança. “Hoje, é difícil a gente reunir a galera das antigas. A maioria tem outras prioridades como trabalho e estudo.” Mesmo assim a esperança, como destaca o bboy, é conseguir reunir as gerações. “Talvez um dia num evento ‘cole’ todo mundo junto, mas tem que esperar as coisas melhorarem!”

Os treinos são abertos para todos participarem. Dessa forma, qualquer pessoa que tenha interesse em aprender ou aperfeiçoar o que sabe da dança pode participar. A iniciativa é do bboy Billy (Fabiano Marins) e tem apoio da Secretaria Municipal de Cultura, que cede o local de treino.

Estação Arte é o local dos treinos. Pratica pode trazer mais dançarinos para a cidade.