Publico do Sarau no DCE

O “Sarau Poetas Bárbaros” anunciou, para o ano de 2017, mudanças tanto estruturais, como no tipo de arrecadação. A primeira alteração feita pelo coletivo “Art&Fato” é o tipo de doação para entrada no evento. Agora, o público terá que doar alimentos para composição de uma sopa que será distribuída, durante as noites, para moradores de rua.

 

Outra mudança anunciada está nos dias de realização do Sarau. O evento que, em 2016, acontecia aos sábados, vai mudar para os domingos. Além disso, o local de realização não será mais o Diretório Central dos Estudantes (DCE).

Segundo o organizador do Sarau, Guilherme Rudnik, as mudanças são provocadas pela dimensão assumida pelo Sarau. “Mudamos estrutura, segurança, as apresentações e até a visão do Sarau como projeto para cada vez mais receber um número maior de representações culturais.”

Além disso, ele comenta que a decisão de transferir o evento para outro local é resultado de reclamações e represálias.

Rudnik ainda comenta que a organização ainda está a procura de um local e de patrocínio para a realização da preparação e da distribuição da sopa.

“Temos um fogão de quatro bocas e só! A ideia é atender o máximo de pessoas possível, mas ainda não temos como conseguir um grande número.” Além disso, ele cita a falta de panelas e de local para a distribuição. “Queremos fazer com que qualquer pessoa possa pegar. Praças e até o DCE são ideias de lugar.”

Além disso, o organizador comenta como 2016 foi para o Sarau. “Foi difícil, tivemos que investir grana do próprio bolso pra acontecer. Batalhamos contra bandeiras e pessoas contra nosso evento.”

Para 2017, ele espera a continuidade da força do projeto. “Unimos Maringá, São Paulo, Curitiba, São José dos Pinhais e Florianópolis. Com artistas locais, nossa primeira missão foi cumprida.”

Ainda sem data definida, o primeiro Sarau de 2017 deve acontecer em março.

Palco do Sarau era dentro do DCE

Salvar

Salvar

Salvar