Proamor alega problemas no setor financeiro da prefeitura como causa do impedimento em pagar

O Núcleo Promocional Pequeno Anjo está sem receber, há mais de dois meses, o repasse de verbas da Secretaria Municipal de Assistência Social, realizado pela Fundação Municipal Proamor. Outras 32 instituições estão na mesma situação.

 

A diretora do Núcleo Pequeno Anjo, Denise Leifeldt, afirma que a entidade está realizando eventos para arrecadar alguns recursos para não deixar faltar artigos de necessidade básica para as crianças abrigadas na instituição.

De acordo com Denise, essa é só uma forma de amenizar os problemas do dia a dia, mas ainda não é suficiente para pagar o salário dos funcionários, as contas de luz e de água.

Segundo a Proamor, mensalmente é destinado cerca de R$ 12 milhões para as instituições e a falta de repasse é culpa da Secretaria Municipal de Gestão Financeira, já que seria a responsável por encaminhar a verba para as entidades. A gestão financeira da prefeitura não quis se pronunciar sobre o assunto.

Entidades assistenciais de Ponta Grossa e o representante das instituições, Luiz Laertes, se pronunciaram na Câmara de Vereadores solicitando os repasses, em 2 de dezembro. E, durante a sessão dos vereadores, representantes de entidades, levaram cartazes, como uma forma de protesto silencioso.

Após esse manifesto, Laertes afirmou que algumas entidades receberam parte do repasse e contou também que foi comunicado que a Prefeitura Municipal irá efetuar esse débito com todas as instituições até o dia 30 de dezembro.

 

Arquivo comunitário

16/12/2015 - Moradores do bairro de Oficinas organizam Natal solidário em prol do Pequeno Anjo

21/11/2015 - Festa temática arrecada doações para crianças do Pequeno Anjo