alerta1-22-09-09As atividades aquáticas foram suspensas no final de 2008, devido à reforma da piscina da UEPG. O fechamento do  local prejudicou parte dos integrantes, principalmente aqueles que possuem restrições quanto a atividades de musculação. Após ficar quase um ano parada, a previsão é de que a piscina (foto) possa ser usada novamente em breve.

A piscina do campus da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) está interditada desde o final  do ano passado em função de sua reforma completa. Além do curso de Educação Física e da Universidade Aberta da Terceira Idade (UATI), o Instituto Obesos Alertas utilizava o local em benefício de seus associados. Com isso, foi preciso encontrar atividades que substituíssem os exercícios aquáticos.

Flávio Kalinowski, coordenador do projeto “Emagrecendo com saúde”,  parceria entre a UEPG e o Obesos Alerta, explica que o uso da piscina é importante, porque a água diminui o risco de lesão nos segmentos dos membros inferiores.Ele conta que, com a reforma do local, os obesos passaram a fazer musculação.

“A musculação é tão eficiente quanto a hidroginástica, mas tem que ser feita com menos intensidade para evitar contusões. É um exercício mais lento, por isso demora mais tempo para atingir o mesmo objetivo”, esclarece Flávio.

Zenilda Ferraz, responsável pelo Instituto, considera a musculação importante, porém explica que pessoas com obesidade mórbida ou que fizeram cirurgia de redução de estômago recentemente não podem fazer esse esforço físico.

“Muitas pessoas que são obesas mórbidas não podem fazer atividades fora da água, porque sentem muitas dores. Eles até podem fazer musculação, mas desde que comecem pelos exercícios dentro da água para dar resistência à musculatura”, ressalta.

De acordo com a chefe de Departamento de Educação Física, Nezilda Godoy, a previsão é de que o uso da piscina esteja liberado ainda esse mês. “Foram mais de 20 anos sem reforma, muita coisa precisou ser mudada, por isso demorou tantos meses. Só estava faltando os canos, mas eles já foram soldados”, diz Nezilda. Ela garante que assim que a piscina estiver pronta para ser usada, todas as atividades serão retomadas.