Há pouco mais de um ano de inauguração do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), o espaço mantém atividades recreativas para a comunidade no bairro de Olarias

No mesmo espaço se concentra o CRAS – Centro de Referência de Assistência Social –, o qual desenvolve a parte mais social da comunidade, tendo o apoio de pedagogos e psicólogos, dando acesso a 29 vilas. Já o CEU é de caráter municipal e traz atividades à comunidade. As oficinas acontecem de segunda-feira a sábado e são ministradas por funcionários e voluntários de manhã até a noite.

Na Escola Municipal Djalma de Almeida Cesar, em Olarias, 50 crianças de 4-5 anos foram inclusas na educação infantil em 2016. Medida pretende liberar mais vagas em creches de toda a cidade. A meta do Plano Nacional de educação de ensino fundamental de nove anos gerou mudanças. A partir de 2016, as crianças de cinco anos estão inclusas no ensino municipal.

A execução da obra do Lago de Olarias - que teve início em setembro do ano passado, após o projeto ter sido mantido parado por duas décadas - encontra-se em atraso. O prazo de finalização, de acordo com comunicado publicado em 2014 pela Prefeitura de Ponta Grossa, seria setembro passado. No entanto, até o momento, apenas está pronto o primeiro vertedouro, concluído em junho.

Considerada uma das maiores da cidade, a Sociedade Recreativa Escola de Samba Águia de Ouro, foi criada há 21 anos. Atualmente, ela tem aproximadamente 190 integrantes, mas já contou com 250 em anos anteriores.

 

 

O processo de preparação do carnaval se dá o ano todo, mas se intensifica no mês de janeiro. Na Águia de Ouro, o samba-enredo está pronto e os ensaios semanais da bateria começaram em agosto. Dentro de três meses, os encontros da bateria e equipe de escola de samba vão se tornar diários.