olariastransito10-05-1201Moradores de Olarias se organizam em defesa da segurança de ruas com grande movimento no bairro. Falta de reguladores de velocidade e sinalização são as principais causas de acidentes, segundo pessoas do local e especialistas.

 

Leia também: Especialista em urbanismo explica soluções possíveis para o tráfego

Opinião: “Planejamento urbano e educação”

Os alunos do curso de Nutrição da faculdade Cescage atendem as crianças pontagrossenses duas vezes por semana na unidade de Olarias. As consultas são feitas nas terças e quartas-feiras, das 18h40 às 20h20.

A Associação de Moradores de Olarias disponibiliza espaço, desde março, para o Projovem Adolescente. Antes, o grupo se reunia na Vila Cipa, por falta de local adequado no bairro. Olarias compreende um dos oito coletivos que fazem parte do Centro de Referência de Assistência Social Cará-Cará.

“A ideia é oferecer atividades recreativas e encaminhar os jovens para cursos e mercado de trabalho”, afirma o orientador social do CRAS, José Ricardo Vieira. Ele explica que o programa atua como contra-turno escolar e é obrigatório para adolescentes de 15 a 17 anos beneficiários do ‘Bolsa Família’ e jovens em situação de risco encaminhados pelo Conselho Tutelar. “É uma oportunidade para aprender algo diferente daquilo que é oferecido na escola”, conta a estudante Evelyn Letícia dos Santos.

 Projovem Adolescente

 Jovens de 15 a 17 anos

 Encaminhamento: Bolsa Família/Conselho Tutelar/Voluntário

 Jovens que desejam se cadastrar voluntariamente devem procurar o CRAS ou coletivo mais próximo

 Local: Associação de Moradores de Olarias

 Atendimento: terças e quintas-feiras, no período da tarde

Arquivo Comunitário: Associação de Moradores de Olarias é reativada e constrói nova sede 

Um almoço comunitário foi o primeiro evento festivo de 2012 da Paróquia São Judas Tadeu, localizada no bairro Olarias. A refeição, servida no salão paroquial no dia 11 de março, teve início às 12h e terminou às 16h com bingo toda a tarde e premiação de brindes. Cerca de 250 pessoas compareceram.

Eva Gomes Santos tem 59 anos e há 27 mora em Olarias. Sempre contribui e comparece às festas da paróquia. “O que mais gosto é que além de comer coisas diferentes e gostosas reunimos todos os amigos do bairro. Aqui em Olarias todo mundo conhece todo mundo”.

A secretária da paróquia, Ângela Rosa, informa que todo o dinheiro arrecadado com a venda dos cartões de almoço e dos bingos são destinados para o fundo de manutenção da Igreja.

Próximos eventos já confirmados na Paróquia São Judas Tadeu:
-  festa junina (16/06)
- feijoada (08/07)
- festa do padroeiro (28/10).

Serviço
Igreja São Judas Tadeu - R. Conde Monsavaz (s/n)

Arquivo Comunitário: Uma festa para as mães e uma verba para as crianças da Vila Santana

O barracão foi construído há 14 anos para ser uma área comunitária. Devia abrigar a Associação de Moradores do Jardim Esperança, mas se tornou alvo de depredações e vandalismo. Hoje, os moradores cobram que seja dada uma destinação correta ao local.