“Se você mora na Vila Liane tem que consultar por lá...”. Como? – deveria perguntar o morador da Vila Liane – se onde eu moro não tem posto de saúde?

A Vila Liane não possui nenhum posto de saúde, apenas um Centro Municipal da Mulher, de atenção secundária, segundo a funcionária do setor administrativo, Renata Moraes.

“Pra cá só vem encaminhado, não somos posto de saúde, somos de atenção secundária, a pessoa vai ao posto e depois encaminham para o Centro”.

Renata conta que os moradores perguntam se não podem ser consultados ali e muitas vezes reclamam do local. “Eles prefeririam que aqui fosse um posto né, pela distância do Antônio Russo, Baronesa ou São José. Por exemplo, mulheres grávidas são atendidas por conta de gravidez em postos. Pra cá só vem quando a gravidez se torna de risco”, explica.

O comerciante Dagmar Gonçalves diz que, quando necessitam de atendimento, os moradores da Vila Liane precisam ir ao posto Antônio Russo (que fica aberto até às 13h), mas existem problemas.

“Para ir nesses postos, é contramão do ônibus. Temos que pegar até o terminal e voltar. Acabamos indo no CAS mesmo”, afirma.

Gonçalves conta que o prefeito Marcelo Rangel assinou uma carta de compromisso com os moradores, feita por uma candidata a vereadora não eleita, comprometendo-se a construir um posto de saúde para os moradores da Vila Liane.

Eliane Barbosa, moradora do bairro, conta que, por não ser do bairro específico dos postos, a consulta pode demorar. “Quando minha diabetes subiu, eu fui me consultar, e queriam marcar pra dali a dois meses”, conta.

Arquivo Comunitário:

13/04/2011 - Centro da Mulher oferece atendimento especializado