O Sindicato dos Servidores Municipais de Ponta Grossa atingiu, no último dia 11, o número de 1000 servidores cadastrados no Plano de Saúde Consaúde. Para obter o plano, o servidor precisa ser filiado ao Sindserv, realizando o pagamento mensal de 1% do salário base por mês.

 

O último dia de cadastramento para utilização do plano já em julho e sem carências foi a segunda-feira, dia 11, às 13h. O Sindserv já havia iniciado o cadastramento no dia 31 de maio, seguindo um cronograma que passou por vários pontos da cidade, como o Pronto Socorro, o Hospital da Criança e o Centro de Ação Social.

Até maio, o plano de saúde conveniado ao Sindicato era o Plano Pas. “No modelo é a mesma coisa, uma mensalidade, o custo final depende do que você utiliza no mês e o valor da consulta é tabelado.” afirma Andréia Albuquerque, professora e sindicalizada.

O Consaúde ofertou ao Sindserv uma parceria que, se chegasse aos 1000 cadastrados, manteria o valor de R$ 69,85 por pessoa. Para os cadastrados até o dia 11, o plano valeria a partir do dia primeiro de julho, sem carência.

Para outros servidores que queiram obter o plano, há obrigatoriedade de se sindicalizar. Aqueles que estão se cadastrando no convênio a partir do dia 12 de junho poderão utilizar dos benefícios do plano apenas em agosto. Para quem se cadastrar depois de junho, haverá carência.

Caso o plano tivesse cadastrado de 500 a 999 usuários, o valor poderia variar de R$ 80,94 para pessoas de 0 a 43 anos que optasse pela enfermaria aaté R$ 121,41 para quem optasse pelo apartamento. No caso de pessoas acima de 44 anos, o valor seria de R$ 132,40 para aqueles que optassem pela enfermaria e de R$ 198,60 para apartamento.

Com os 1000 usuários cadastrados, o Sindicato conseguiu os valores únicos de R$ 69,85 para enfermaria e R$ 101,28 para apartamento.
Esposo, esposa e filhos até 26 anos podem se cadastrar como dependentes. No caso de esposo ou esposa, há a obrigatoriedade de apresentar declaração de união estável ou certidão de casamento.

Arquivo Comunitário: 21/10/2010 - Funcionários da Saúde realizam ato público contra terceirização