Sindicato dos Servidores reclama e vê com preocupação o atraso da Prefeitura em realizar reunião para estabelecer acordo do reajuste salarial da categoria que pedem um aumento de 15%. Prefeitura teria até a data de hoje, 4 de abril, para fazer o agendamento.

 

Desde 13 de março, data da primeira reunião para tratar da data-base, o Sindicato dos Servidores (Sindserv) pede ao Governo Municipal reajuste salarial de 15% a todo funcionalismo do município. O prazo dado pela diretoria do Sindserv previa a manifestação oficial do governo municipal até hoje, 4 de abril, mas a direção sindical afirma não ter recebido o agendamento do encontro.

O representante do sindicato, Roberto Ferensovicz, afirma que vê com preocupação o atraso. Segundo ele, dois motivos preocupam: O primeiro é a dificuldade de cumprir o prazo da votação que poderia aprovar o reajuste, prevista para ser realizada na Câmera Municipal na primeira quinzena de maio. E o segundo, de acordo com o sindicalista é que  a demora acarreta a ansiedade da categoria. “Atrapalha, porque começa a acontecer especulações em torno do índice”, afirma o representante.

O psicólogo e servidor municipal, Elias Gonçalves da Silva, acredita que o atraso das negociações pode significar desinteresse da Prefeitura. “Me parece que eles estão tentando ganhar tempo e adiando ao máximo para dar uma notícia ruim” desconfia.

Segundo assessoria da gabinete do prefeito,  a reunião pode acontecer na próxima terça, 8, ou quarta-feira, 9 de abril. O encontro deve apresentar a proposta e discutir possíveis porcentagens de reajuste. Participam da reunião: a diretoria do Sindserv, uma comissão formada por 8 servidores, o Prefeito, chefe de gabinete e representante da controladoria.

Depois da reunião, deve ser realizado um estudo pela Prefeitura sobre o impacto do reajuste na folha de pagamento. Após a definição do índice do reajuste, o sindicato recebe a proposta e reúne a categoria em assembléia para discutir a sugestão. Se a categoria aceitar, a proposta é levada para ser votada na câmara.