Antônio Krupfka veio de Teixeira Soares para Ponta Grossa no início dos anos 90 por problemas de saúde. Ele sempre esteve envolvido com movimentos sociais e na cidade, não foi diferente. Logo quando mudou-se para o bairro Coronel Cláudio, Antônio conheceu muitos moradores que vieram de cidades do interior e que viviam da agricultura, assim como ele.

Foi a partir dali, em conversas durante os grupos de oração na Igreja, que Antônio e os outros moradores resolveram criar um Sindicato para defender os direitos e lutar por uma melhoria na vida de todos os agricultores.

Assim, em 1997, surge o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, que no ano seguinte recebeu a carta sindical, legalizando a organização. Os organizadores traçaram um modelo a se seguir diferente de todos os outros sindicatos.

O intuito era viabilizar a vida dos agricultores, além de uma preocupação além da produção e do comércio dos produtos: o Sindicato levantou a bandeira da agroecologia, que tornaria a luta muito mais ampla, como por exemplo, direito a saúde, escola, profissionalização e cidadania. Antônio foi presidente do Sindicato até 2008 e hoje, é um dos integrantes da diretoria executiva da organização.

Bloco anterior: Agroecologia é alternativa para trabalho no campo

SindTrabRur10-08-06-11SindTrabRur9-08-06-11SindTrabRur8-08-06-11