A audiência pública que discutiu a extinção dos cobradores de ônibus no transporte coletivo de Ponta Grossa, na última segunda, dia 30, contou com a presença de apenas sete dos 23 vereadores na discussão. O projeto apresentado pelo vereador Pietro Arnold (PTB)  tem sido alvo de críticas e protestos por parte da categoria e da população.

 


Os vereadores presentes na audiência,  Amauri Manosso,  Antônio Aguinel, Taico, Nilsão, Isaís Salustiano, Antônio Laroca e Daniel Milla mostraram- se contrários à lei e deram sinal negativo quanto à sua aprovação. O argumento foi que,  se aprovada, causaria em torno de 500 demissões de trabalhadores.

Na audiência, foram discutidos a importância dos cobradores em relação à segurança nos coletivos, desemprego em massa e onde esses trabalhadores seriam recolocados, já que não haveria a obrigação  de recontratar  em caso de demissão. Outro questionamento foi a  ausência na audiência do vereador e autor do projeto Pietro Arnold.

Arquivo comunitário
18/03/2014 - Transporte público em PG: falta de qualidade e fiscalização continuam
10/06/2014 - Representantes cobram transparência