Além das reivindicações de um serviço de qualidade e redução da tarifa, usuários do transporte público de Ponta Grossa demandam segurança – tanto nos ônibus, quanto nos terminais. Na tentativa de suprir essa necessidade, em março deste ano foi adicionado ao artigo 1º da lei 11.300, o parágrafo 3 que determina a instalação de câmeras de segurança nas áreas interna e externa dos terminais de transporte coletivo urbano. Entretanto, até agora não foi realizada nenhuma licitação para a instalação dos equipamentos.

Assistentes sociais ligadas ao Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMDPD) e organizações que trabalham na área exigem a simplificação do processo para obter a isenção de passagem junto à Autarquia Municipal de Trânsito. Além disso, usuários reclamam da qualidade dos serviços prestados pela VCG.

A Associação dos Usuários do Transporte Coletivo de Ponta Grossa (AUTRANS) foi convidada pelo Instituto de Planejamento Urbano (IPLAN) para fazer uma parceria e promover novas ações pela cidade.

Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ponta Grossa aceita proposta da Prefeitura e aguarda órgão mediar e realizar novas propostas entre entidade e concessionária. Caso ao contrário, esgotado o prazo, categoria promete greve

Desde o fim da greve dos motoristas e cobradores do transporte público de Ponta Grossa, o projeto de repasse do subsídio de 2,4 milhões de reais à empresa concessionária continua sob análise. Mesmo se for aprovado, o PL 193/2014 pode não entrar em vigor devido à falta de amparo legislativo.