Desde abril deste ano, a nova diretoria da União das Associações de Moradores de Ponta Grossa (UAMPG) está revisando os documentos das associações de moradores. O objetivo é regularizar os mandatos que estão vencidos, uma vez que é função da entidade fiscalizar as diretorias das associações de bairros. 

A partir de setembro, a UAMPG passou a abrir editais para novas eleições nos bairros que estavam com irregularidades nos mandatos dos presidentes. Lusinete dos Anjos, diretora geral da UAMPG, afirma que é necessário um tempo para avaliar todas as associações de bairros.

“Nós ainda não temos um número exato de associações que estão com mandato vencido. Mas já estamos realizando eleições nos bairros que constatamos estarem irregulares”. Lusinete afirma ainda que os moradores podem procurar a UAMPG caso haja problemas com a gestão de determinado bairro. “Se a associação de moradores não atende a população, deve nos procurar”.

Um exemplo de que os habitantes dos bairros buscam a entidade para solucionar problemas com gestões é o morador do Santa Lúcia, Ivan Benk, que procurou a diretoria da União das Associações para denunciar o presidente do bairro que estava com o mandato vencido. 

“Eu precisei ir até a UAMPG e pedir que eles abrissem um edital para novas eleições aqui no Santa Lúcia, já que que o atual presidente se recusa a deixar o mandato”. De acordo com Lusinete, até dezembro a UAMPG deve ter o número exato de bairros que estão em situação irregular.

“Conforme vamos averiguando se as gestões estão dentro do prazo, vamos abrindo editais nos bairros que já sabemos estar com o mandato vencido. Todos os sábados estamos realizando eleições”.

EDITORIAL: É preciso se mover 

Bloco anterior: Santa Lúcia: sem editais para eleições desde 2008