altCom nova diretoria, a União das Associações de Moradores de Ponta Grossa (UAMPG) começa a implementar as atividades de 2013. A expectativa do grupo é de que haja pelo menos oito novas filiações à entidade até o final do ano.

Associações conhecem planos da UAMPG para o ano de 2013

Sem verba do município, UAMPG depende de outros recursos

Editorial: A mãe de Todas

Composta por 202 associações de moradores, a UAMPG teve sua equipe administradora formada através de uma coalizão entre situação (Paulo Sérgio, presidente) e oposição (Luiz Carlos Correia, conhecido como Frajola, presidente do conselho deliberativo).

A posse da nova diretoria aconteceu em 1º de março. Em seu discurso, Paulo Sérgio dos Santos ressaltou a importância do evento para que representantes das associações trocassem experiências. “O que criamos aqui é uma corrente muito forte, por isso vocês têm que agregar valores às entidades”, afirmou.

Presidente do conselho deliberativo da UAMPG, Frajola já havia participado da diretoria da entidade por sete anos, e em 2012 disputou contra a chapa do atual presidente.

Para Frajola, a União é a mãe de todas as associações de moradores. “Nós fazemos eleições nas associações, ajudamos os presidentes e tentamos conseguir melhorias para os bairros”, explica.

A diretora geral da entidade, Cristiane Bieger, conta que a maior vantagem em se associar à União é o auxílio na parte burocrática. “Alguns grupos não possuem estrutura física e têm dificuldade em fazer ofícios e conseguir aquisições, então fazemos o intermédio entre eles e a prefeitura”, afirma Cristiane.

Realizado em 10 de março no Campo do Olinda em Olarias, o almoço de confraternização da nova diretoria da UAMPG reuniu cerca de 20 presidentes de associações filiadas à entidade, além de autoridades políticas municipais.

alt

Próximo bloco: Associações conhecem planos da UAMPG para o ano de 2013

Arquivo comunitário: Diretora geral da UAMPG assume a presidência da entidade