A atividade promovida pela Seção Sindical dos Docentes da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Sinduepg) para o segundo dia de greve reuniu professores e alunos pela manhã no Campus Central. A aula pública foi ministrada pelos professores Sérgio Gadini, do Departamento de Jornalismo, e Jeaneth Stefaniak, do Departamento de Direito.


O conteúdo ministrado pelos professores abordou a real situação econômica do governo Beto Richa e as atitudes tomadas pelas autoridades estaduais com relação à Universidade. “O intuito é ter uma aula que inclua um momento de reflexão sobre o movimento de desmonte da educação pública”, apontou Gadini no início de sua fala.

Uma das razões da má gestão, segundo Gadini, está diretamente relacionada com o financiamento de campanha eleitoral. “O financiamento privado das campanhas faz com que haja privilégio dos grupos financiadores em contas do Estado. Apenas o discurso de que o Estado está quebrado não é válido para justificar esta situação que enfrentamos. Não são os professores e servidores públicos que incham a máquina governamental, e sim a má gestão”.

O sucateamento das Universidades Estaduais foi exposto por Stefaniak. Durante a explicação, citou o uso do “regime CRES” (Contrato em Regime Especial) e o corte de mais 30% da verba universitária.

Segundo Stefaniak, o “regime CRES” é um modelo de contratação onde o funcionário não é estatutário nem tem carteira assinada. Assim, não tem estabilidade e também não tem direitos como FGTS e o seguro desemprego, sendo um “desrespeito ao profissional e à Universidade”. Já o corte afetará atividades de formação como projetos de extensão e pesquisa, bolsas de estudos e atividades complementares.

A greve, que ainda não tem previsão de término, promoverá atividades para além da luta de professores e estudantes nesta quinta-feira. A agenda do dia 12 inicia com um piquenique solidário, às 9h, na Praça Santos Andrade, no Campus Central.

Às 13h, os docentes se concentrarão na Praça dos Polacos para participação no ato em defesa da água. E o dia termina com a reunião dos docentes para avaliação e discussão dos possíveis desdobramentos da greve, na sede do Sinduepg, às 17h.

 

Erramos:
O texto acima passou por uma correção cerca de duas horas após a sua publicação. A expressão "regime três" foi substituída por "regime CRES", pois refere-se a Contrato em Regime Especial.  Agradecemos o envio do alerta dos leitores com a identificação do erro e pedimos desculpas pela falha, explicando que alterações em matérias publicadas não fazem parte da prática do Portal Comunitário, são realizadas apenas e tão somente por motivo de correção para que os usuários do site não continuem em contato com informações incorretas.
Obrigada.
Maria Lúcia Becker, coordenadora editorial.