Como parte da agenda de mobilização da Greve dos Servidores Públicos, aconteceu na tarde dessa terça-feira, dia 24, um painel sobre o financiamento da Educação Pública no Paraná. Na discussão, os participantes analisaram desde os problemas da educação básica até as consequências da falta de recursos para as despesas básicas nas universidades.

Em nota publicada no site da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) nesta terça-feira, dia 24, o Reitor, Professor Carlos Luciano Sant’Ana Vargas, e a Vice-Reitora, Professora Gisele Alves de Sá Quimelli, dizem que as atitudes dos grevistas "não contribuem com o necessário diálogo para a superação dos impasses entre as universidades e o governo".

No 13º dia de greve, professores, agentes universitários e estudantes da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) fizeram um ato simbólico. Cruzes, com os nomes do governador Carlos Alberto Richa, do Secretário de Ciência e Tecnologia (Seti), João Carlos Gomes, e dos 34 deputados estaduais que apoiam os cortes nos recursos para a educação pública, foram colocadas na entrada do Campus Uvaranas.

Na manhã desta sexta-feira, dia 20, uma passeata contra o desmonte da universidade pública proposto pelo governador Beto Richa percorreu as ruas centrais de Ponta Grossa. Professores, servidores e estudantes reuniram-se na frente do Campus Central da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e saíram em passeata até o Parque Ambiental, onde os manifestantes se juntaram aos professores da rede estadual. Veja algumas imagens registradas por Rafael Schoenherr, Maria Lúcia Becker e Assessoria de Comunicação do SINDUEPG.

O curso de Serviço Social da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) organizou nesta quinta-feira, dia 12, um piquenique para promover a integração entre alunos veteranos e calouros. Inicialmente concebido para familiarizar os alunos novos com o curso e evitar o trote, o movimento se expandiu para outros cursos e entrou na agenda de greve dos docentes.