Casos de urgência passam a ser encaminhados para outras unidades do serviço público

Com a retomada das atividades, o funcionamento será das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. O fechamento foi motivado pela mudança na administração do Centro de Atenção a Saúde (CAS) e também devido às reformas realizadas para a manutenção das instalações onde o serviço é prestado.

 

O CAS oferece consultas médicas de rotina (consultas clínicas), de ginecologia, de pediatria e de obstetrícia. Os serviços atendem moradores de algumas regiões do Uvaranas, bairro onde a unidade está localizada.

 Além das consultas médicas, serão implantadas as Equipes de Saúde da Família, com agentes comunitários que realizam visitas aos domicílios da região. O objetivo é o cadastramento familiar e a identificação dos principais problemas de saúde da população. Pretende-se, dessa forma, contribuir com o planejamento das ações de promoção à saúde e de prevenção de doenças.

 

Mudança de administração
Com a mudança de administração do CAS, que até dia 18 de abril era responsabilidade da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Institucional, Científico e Tecnológico da UEPG (Fauepg) e agora fica a cargo da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o CAS deixa de atender casos de urgência.

De acordo com o Coordenador de Atenção Primária da SMS, Robson Xavier da Silva, a princípio os pacientes de urgência serão avaliados e conduzidos para outras unidades. Para esse tipo de serviço, “o paciente será encaminhado para as nossas Unidades de Urgência e Emergência localizadas na UPA Santa Paula ou no Pronto Atendimento Central, antigo CAS Central”, explica.

O morador do bairro Uvaranas, Jeanderson Peres, 19 anos, não concorda com a alteração no atendimento. Para ele, que já utilizou algumas vezes o serviço do CAS Uvaranas, é inviável ter que se deslocar até o Centro ou bairros mais distantes para buscar um serviço de urgência.

 

Terceirização
De acordo com o presidente da Fauepg, Carlos Alberto Volpi, a terceirização supria uma demanda de prestação de serviço na área de administração que, aparentemente, não é mais necessária. Volpi ressalta, no entanto, que a mudança não vai afetar os alunos da área de saúde da UEPG que atuam como estagiários no CAS.

 O coordenador de atenção primária da SMS, Robson Xavier da Silva, explica a decisão pelo fim da parceria com a Fauepg. “A terceirização dos serviços de atenção básica inviabiliza a captação de recursos transferidos mensalmente pelo Ministério da Saúde”, conclui.

 Conheça as localidades atendidas pelo CAS do bairro Uvaranas:
Conjunto Padre Roque
Jardim Tropeiros
Conjunto Dal Col
Vila Rubini
Bom Jesus
Marumbi
Condomínio Le Vilagge
Vila Hoffmann
Jardim Sâmara
Campo Alegre
Núcleo David Federmann

Fique atento!
Moradores de outros locais que compõem o bairro de Uvaranas devem buscar atendimento nas outras Unidades de Saúde da Família (USF), também conhecidas como postinhos.

 

Arquivo Comunitário

13/06/2014 - Unidade de Saúde Madre Josefa Stenm recebe profissionais do Programa ‘Mais Médicos’

17/03/2014 - Coronel Cláudio está sem atendimento médico desde janeiro