Comunidades de Vila Tavares e Princesa reclamam dos problemas de acesso devido a buracos nas ruas

As chuvas dos últimos dias têm prejudicado a estrutura de ruas do bairro Uvaranas. O acúmulo de água nas vias públicas apenas agrava problemas já existentes, há mais de 30 anos, como os buracos, o acúmulo de lama e os bueiros entupidos.

 

A situação prejudica a mobilidade de moradores. E dificulta a prestação de serviços públicos, como  o atendimento por ambulância e a limpeza urbana. “Aqui não é rua, é atolador”, reclama o morador Luís Carlos Moreira, que reside há 58 anos na Vila Tavares.

Como um dos moradores mais antigos da vila, Luís Carlos conhece bem a região. Sua família foi responsável por obras que ajudaram no desenvolvimento do local, como a abertura da Rua Adalberto Carvalho de Araújo.

O que mais causa revolta à população é a falta de atitude da Prefeitura de Ponta Grossa em relação aos problemas das vias públicas. Luís Carlos conta, no entanto, que, em épocas de eleição, os candidatos prometem tudo, como arrumar as ruas. Mas quando são eleitos, esquecem as promessas e nada fazem pelo bairro.

Quem também reclama da atitude dos políticos é Maria Lurdes Rodrigues, que mora há 23 anos na Vila Tavares. “Faz anos que não passa uma máquina nas nossas ruas”, comenta a moradora ao lembrar da dificuldade de locomoção de automóveis pelas péssimas condições das ruas da vila.

Recursos liberados para reforma não são suficientes

No primeiro semestre deste ano, o governo do Paraná liberou para Ponta Grossa  um orçamento R$ 2,1 milhões para melhorias, como asfalto e recapeamento. O valor, de acordo com a Secretaria de Planejamento, servirá somente para reforma de uma rua em Uvaranas, a Rodrigo Otávio.

“Não vem nada para o nosso bairro. Estamos abandonados”, critica o presidente da Associação de Moradores das vilas Tavares e Princesa, Wysland da Silva, mais conhecido como Dinho.

De acordo com o Engenheiro e diretor do Departamento de Urbanismo da Prefeitura de Ponta Grossa, Orlando Hennemberg, os recursos liberados pelo governo do estado para melhorias em ruas de Uvaranas, somente se destinam a vias que “são linhas de ônibus, binários e rotas para desafogamentos”.

Ao ser questionado acerca da razão para a restrição no uso dos recursos liberados pelo governo, Hennemberg explica que a  “manutenção é muito cara” e, por isso, algumas vias não ganharão asfalto.

Arquivo Comunitário
11/11/14 - Moradores da Vila Princesa reclamam da falta de sinalização em área escolar
26/09/13 - Moradores reclamam das condições de ruas na Coronel Cláudio