Os vigilantes do transporte de valores de Ponta Grossa descartaram a possibilidade de greve em razão de negociação salarial. Em assembleia realizada em Curitiba, dia 18, a proposta de aumento salarial e o reajuste da data base foram aprovados.

 

Os vigilantes do transporte de valores do estado terão um aumento real de 7% no fim do mês. Como o reajuste da data base não era feito desde fevereiro do ano passado, os funcionários do ramo vão receber 15 meses de reposição, além do aumento no vale alimentação (de R$ 18,00 para R$ 20,00).

Caso a proposta de aumento não fosse atendida, os vigilantes entrariam em greve no próximo mês. O presidente do Sindicato dos Vigilantes de Ponta Grossa, José Nilson Ribeiro, afirma que a categoria teve uma boa negociação em Curitiba.

“Se eles entrassem em greve, em dois ou três dias a população já iria sentir os efeitos da falta de dinheiro na cidade”. O reajuste começa a valer a partir de 1º de maio.

Arquivo comunitário

31/03/2013 - Vigilantes planejam outra mobilização em abril