A situação é considerada de risco, pois o uso das redes sociais tira a atenção do funcionário do local que deveria ser vigiado. Esse tipo de conduta compromete a segurança da empresa, dos clientes e de terceiros.

A edição de Setembro/Outubro do informativo “O Piquetão”, do Sindicato dos Vigilantes de Ponta Grossa e Região, alerta os trabalhadores da categoria sobre o assunto. O motivo foi a demissão de um vigilante, após ter postado uma foto no Facebook em horário de expediente, apontando uma arma para a câmera.

Esse tipo de ato pode ser motivo de demissão por justa causa. É recomendado que o funcionário não utilize computadores ou celulares para acessar redes sociais e demais aplicativos que o distraiam do trabalho.