vigilantes1-22-06-11Respondendo ao comentário de um leitor, a equipe do Portal Comunitário apurou a necessidade do uso de bonés para a atividade de segurança. Em conversa com o presidente do sindicato, ele esclarece sobre a necessidade do uso de todo o uniforme.




José Nilson Ribeiro, presidente do Sindicato dos Vigilantes, explica que, para atuar corretamente como segurança, o trabalhador deve estar com o uniforme completo, calças, camisetas, boné e colete a prova de balas.


Ribeiro explica que o uso do uniforme completo é exigido pela legislação federal, ou seja, todos os seguranças precisam, no horário de trabalho, estar com o uniforme completo. “Sabemos que alguns não gostam de usar os bonés, mas é necessário”.


A portaria nº 992, de 25 de outubro de 1995, artigo 38, referente às exigências para desempenhar a atividade de segurança pessoal, diz que é exigido do vigilante, além de curso de formação, o uso de uniforme com identificação.


No parágrafo V da portaria, consta que é determinado ao vigilante “utilizar, em serviço, traje adequado à missão, estabelecido pela empresa, com logotipo, visível ou não, dando conhecimento prévio da missão às autoridades policiais estaduais das Unidades da Federação”. Uma nova portaria foi estabelecida em 2006 , tornando o uso do colete a prova de balas obrigatório.


Ribeiro destaca que o uso do uniforme, bem como o porte de armas fora do horário de trabalho, pode acarretar punição ao trabalhador. A fiscalização cabe à Polícia Federal e, segundo Ribeiro, a punição cabe à Polícia Federal e à empresa.


Neiva Santos, representante de uma empresa de segurança patrimonial de Ponta Grossa, conta que a empresa exige dos funcionários o uso do uniforme completo, porém o segurança não pode usá-lo fora do horário de trabalho.


“Mas sempre vemos alguns de nossos seguranças usando uniforme quando não estão trabalhando”, relata a vigilante, observando ainda que geralmente os indivíduos levam advertência por este motivo.

vigilante com uniforme