Na tarde da última sexta-feira (11), os estudantes do primeiro ano de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) realizaram ação voluntária de Páscoa na Associação de Promoção à Menina (Apam). As atividades envolveram cama elástica, pintura no rosto, músicas, teatro de fantoches e brincadeiras com bola. A turma também montou pacotes de doces e chocolates e doou para a instituição.

A recreação hospitalar é uma prática de cidadania que nos últimos anos tem criado raízes no Hospital da Criança. Voluntários se caracterizam de palhaços, ou de anjos, buscando divertir e aliviar o sofrimento das crianças no período de internação.

Voluntariado é o trabalho desenvolvido por uma pessoa ou um grupo de pessoas que, sem fins lucrativos, tem por maior objetivo o bem estar social. Importante tanto para quem recebe quanto para quem o realiza, suas definições são previstas em lei pela Constituição Federal e Organização das Nações Unidas. Em Ponta Grossa, a Pastoral da Criança e a ONG Você Consegue, por exemplo, buscam melhorar a vida ou até mesmo lutar pela vida de muitas pessoas. Porém sofrem com a falta de pessoas que contribuam com suas ações.

“Trabalhar voluntariamente é maravilhoso e muitíssimo gratificante, diz Josefa

Tia Mirna: uma mulher de grande coração

Voluntários da Pastoral da Criança são pessoas das próprias

Cresce a valorização do voluntariado no Brasil e no mundo

EDITORIAL: “A união faz a força”

O trabalho voluntário exige de quem se dispõe a realizá-lo muito tempo, disposição e vontade. Além disso, o voluntário enfrenta uma série de dificuldades. Mas se há problemas a superar, o trabalho voluntário também proporciona a quem o presta uma série de gratificações. Os mais simples gestos de carinho e afeto de quem é beneficiado com o trabalho voluntário proporcionam à pessoa que o realiza uma sensação difícil de descrever e dimensionar.